sábado, 2 de junho de 2012

#Filme | Branca de Neve e o Caçador


Se você está acostumado a ver a Branca de Neve como uma menina ingênua, frágil e muito sonhadora, acho que está na hora de mudar esse pensamento, principalmente se você for assistir a "Branca de Neve e o Caçador", filme que estreou no dia 01 de Junho e traz uma Branca de Neve completamente diferente, mesmo que muitos traços do conto de fadas "romântico" ainda tenham permanecidos. 

Imagem: Pipoca Moderna
Neste filme, dirigido pelo estreante Rupert Sanders e produzido pelo mesmo responsável por "Alice no País das Maravilhas", nós somos apresentados a uma versão mais sombria e gótica de Branca de Neve, bem mais inspirada no conto original dos Irmãos Grimm, autores da história. O enredo é o seguinte: Branca de Neve é filha de um rei recém-viúvo e é considerada a mais bela de todo o reino. Quando seu pai entra e ganha uma batalha contra os guerreiros do mal, ele conhece Ravenna, supostamente uma prisioneira daqueles guerreiros e inimigos do rei. Ele, então, fica encantado com a beleza dela e decidi levá-la para o seu reino, onde acaba se casando com ela. Mas Ravenna não era uma pessoa boa. Ela mata o rei e usurpa o trono para si, fazendo todo o reino entrar em uma espécie de obscuridade. Ravenna manda prender Branca de Neve, que vive como sua prisioneira até ficar bem mais velha.

Imagem: Pipoca Moderna
Entretanto, como tudo no mundo não se mantém parado, a Rainha Má envelhece e ela, vaidosa e gananciosa do jeito que era, quer se manter jovem para o resto de sua vida. Para ficar sempre com esta aparência de mulher mais nova, ela absorve a beleza e juventude das pessoas através da magia. Um dia, quando pergunta ao seu fiel espelho se ainda era a mulher mais linda de todas, e ele lhe responde que Branca de Neve era a única que poderia ser a mais bela além dela, Ravenna fica furiosa e decide matar Branca de Neve, pois desta forma, consumindo o coração da garota, ela se tornaria imortal.

Ravenna manda seu irmão, Finn, soltar a garota prisioneira, mas Branca de Neve é muito mais esperta do que eles pensam e acaba fugindo. Ela vai parar na Floresta Negra, lugar onde a Rainha não pode ir, pois seus poderes não funcionam lá. Por isso, Ravenna manda encontrarem um homem que poderia entrar na floresta e assim pegar Branca de Neve. E é aí que o Caçador entra na história. Indo contra as ordens da rainha, ele acaba libertando Branca de Neve, que foge com ele. A partir dessa fuga, os dois vão viver muitas aventuras, que envolvem oito anões, um Príncipe, um exército com sede de vingança e descobertas sobre o seu próprio eu.

Imagem: Pipoca Moderna
O filme é extasiante. Por diversas vezes eu me encontrei pulando na cadeira do cinema, me envolvendo e me emocionando com certas cenas. Para quem gosta de ação, este filme está repleto de cenas de guerras. Para quem gosta mais de romance, sinto muito em lhe informar, mas não há tanto romance assim. Até há uma tentativa de um romancezinho entre o triângulo amoroso Caçador-Branca de Neve-Príncipe, mas não foi muito desenvolvido, mesmo porque o filme não tem tanto esse propósito. 

Os efeitos especiais estão maravilhosos, muito bem feitos mesmo. Até agora fico boba só de pensar que os anões, na verdade, não eram anões e sim pessoas de estatura normal. E o figurino então, nem se fale. Os vestidos da Rainha Ravenna foram feitos com tamanha delicadeza e de uma forma que "conversa" com cada época que a história se passa. A fotografia do filme também está impecável. A iluminação não se mantém uma só, como já vi em vários filmes. Ela muda conforme o ambiente. Se a cena se passa na Floresta Negra, vemos tons de cinza, uma coisa mais obscura condizendo com o cenário. Se a cena está no castelo, vemos uma coisa mais dourada. E se a cena está na Floresta Encantada, vemos cores vibrantes.

Uma coisa interessante é o fato de vermos a história de Ravenna. Geralmente não sabemos de onde ela veio e nem por que é tão má. Mas aqui, neste filme, sabemos os motivos que a levam ser uma pessoa fria e a ser tão vaidosa. 

Imagem: Pipoca Moderna
Quanto as atuações, devo dizer que o elenco não só foi bem escolhido, como também estava em plena sintonia. Todos eles têm uma química um com o outro, o que significa um bom trabalho em equipe. Charlize Theron, que interpreta Ravenna, está maravilhosa e isso vai além de sua beleza notável. Por muitas vezes ela não tinha uma fala, mas seus olhos passavam a emoção ora má e maliciosa e ora angustiante e sofredora. Vi uma crítica falando que ela foi canastra, mas eu não achei. Ela conseguiu passar, pelo menos pra mim, toda a maldade e ganância que um ser pode ter. 

Chris Hemswhorth, o Caçador, apesar de sua boa atuação, ainda me fez lembrar um pouquinho do Thor, personagem de seu outro filme, nas cenas de luta, mas isso se deve ao fato de que ambos os personagens são grandes guerreiros e usam um instrumento (um usa martelo e o outro um machado, rs) para lutar. Fora isso, acho que ele foi bem. 

Sam Claflin, o Príncipe William, estava lindo. Digo isso não só por sua aparência física, mas pelo modo que encontrou de interpretar seu personagem. Na falta de palavras para descrevê-lo, vou me atrever a dizer que ele estava fofo. 

E, por fim, vem Kristen Stewart, a Branca de Neve, de quem sou muito suspeita para falar a respeito, uma vez que eu sou uma das pessoas que torce e a defende de tantas críticas pesadas. Neste filme deu para ver a grande preparação que ela fez. Kristen está totalmente à vontade, mostrando que é sim uma pessoa de talento, tem mais de uma expressão facial e que possui inúmeras chances de crescer como atriz. Ela pode até ainda ter certos vícios em sua interpretação que, creio eu, são dela mesmo, mas nada como o tempo para perdê-los. Em outras palavras: ela estava tão maravilhosa quanto Charlize e acho que já está na hora de pararem de preconceito com ela. 

Assim como qualquer filme, "Branca de Neve e o Caçador" possui pequenos deslizes que, para alguns, pode não fazer a menor diferença, mas que para mim foram importantes. O maior deles, ao meu ver, foi em algumas partes do roteiro. Certas coisas poderiam ser mais explicadas, com detalhes que dariam bem mais movimento e sentido à história. Por vezes ficamos esperando mais reações dos personagens, para que eles pudessem mostrar mais de suas personalidades.  Fora isso, o filme conseguiu chegar em seu propósito. Não superou as minhas expectativas, mas se manteve na linha do que eu já esperava.

Se você quer passar uma tarde gostosa no cinema e assistir a um bom filme de aventura/ação, acredito que este é o filme ideal. Entretenimento puro, é uma mistura de "Senhor dos Anéis" + "Joana D'arc".

Além de tudo isso que eu já escrevi acima (será que alguém vai ler? rs), a trilha sonora do filme também está ótima. A música principal - "Breath of Life" - é cantada pela Florence Welch, da banda Florence + The Machine. Logo abaixo eu deixo um vídeo do trailer e da música:






E então, o que achou da dica de hoje? Sei que escrevi muito, mas dê um crédito, porque tudo o que escrevi é de relevância e nada mais é que minha impressão sobre o filme.

Não saia sem deixar um comentário!

Beijos :)

5 comentários:

  1. Olá! Achei que não ficou tão grande assim, não! Seu post está ótimo, e com certeza irei assistir a esse filme!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bruna!

      Pensei que tivesse exagerado um pouquinho, rs. Algumas pessoas, a uma primeira vista, se assustam quando um texto é muito grande.

      Assista ao filme. É bom demais!

      Bjins

      Excluir
  2. Vi o filme ontem e também adorei. Kristen, Charlize e Chris estão maravilhosos!! Amei a troca do Príncipe Encantado para Caçador Encantado... Sou muito mais esta versão! Com certeza vou assistir mais de uma vez!!

    Beijo e adorei o Blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alessandra!

      Os três fazem um trio e tanto, não é? Todos arrasaram! Confesso que fiquei dividida entre Príncipe e Caçador, não sabia qual deles era melhor, mesmo que o Príncipe tenha ficado apagadinho para o foco não ser ele. E sim, esta versão foi muito bem elaborada. A própria história original não é tão bonitinha, foi a Disney e os livros infantis que nos deixaram com a visão mais romântica da história - e olha que até nessa tem umas coisas obscuras que acabamos nem percebendo, rs.

      Também pretendo assistir ao filme mais de uma vez. Preciso prestar atenção em algumas outras coisas que deixei escapar sem querer.

      Obrigada pela visita, espero poder te ver mais vezes por aqui!

      Bjins

      Excluir
  3. "Senhor dos Anéis" + "Joana D'arc" interessante essa sua analise.
    A única coisa que não curti nesse filme foi o fato da Rainha ser muito mais linda que a Branca. Acho que eles deviam ter escolhido uma Rainha mais feia ou uma Branca mais bonita.

    Mais fora isso o filme ficou perfeito e a historia da Rainha foi perfeita ;)

    Beijos, Bruns
    onetrackformysorrow.blogspot.com.br

    ResponderExcluir