sábado, 6 de outubro de 2012

#Evento | XVI Feira Pan-Amazônica do Livro

Aconteceu do dia 21 a 30 de Setembro, a XVI Feira Pan-Amazônica do Livro, em Belém do Pará. Este ano o evento homenageou o povo português e teve como patrono o maestro Wilson Fonseca, importante músico do Pará. A Feira, além de proporcionar a compra de vários livros em um mesmo local e incentivar a cultura num geral, ofereceu palestras; seminários; mini-cursos; workshops; gincana literária; exposições; encontros com escritores; sessões de cinema, dança, teatro e música; e muitas outras coisas.

Ao contrário de uma Bienal do Livro, por exemplo, onde as próprias editoras montam seus estandes e organizam sua programação, chamando escritores até mesmo de fora do país e vendendo livros à preço de banana, aqui na Feira do Livro não foi possível nos deleitar destas vantagens. Os livros estavam com o preço de mercado, muitos custando um valor muito alto e sem muitas promoções. Havia, é claro, estandes com promoções muito tentadoras, vendendo livros à bagatela de R$10, mas isso só se resumiu a pouquíssimos. A questão é que, a maioria dos estandes, constava de representantes ou livrarias e não as próprias editoras - com exceção das editoras paraenses.

Apesar disso, o evento estava bem organizado e todo o visual muito bem feito. Neste ano o destaque vai para a Loja Visão, que tinha uma estande enorme lá, fez uma decoração muito bonita. Não sei bem se era um castelo ou forte, mas fiquei bastante admirada.
Estande da Visão

Outra coisa na qual fiquei admirada foi a praça de alimentação que, para mim, foi uma novidade, pois não lembro de já ter visto uma do tipo nas Feiras dos anos passados.

Praça de Alimentação

Neste ano vários escritores foram palestrar, bater um papo e autografar seus livros. A Feira contou com a ilustre presença de: Maurício de Sousa, Ariano Suassuna, Martha Medeiros, Luiz Fernando Veríssimo,  Miriam Leitão, Paula Pimenta, Roberta Spindler e Oriana Comesanha e muitos outros.

Infelizmente não consegui participar de palestras e nada do tipo. Eu estava em período de provas e os horários estavam complicados para mim. Dos encontros e sessões de autógrafo, só consegui ir a um, que foi o do livro "Contos de Meigan - A Fúria dos Cártagos", da Editora Dracaena, escrito pelas paraenses Roberta Spindler e Oriana Comesanha. As duas foram super simpáticas e fofas quando fui pegar meu autógrafo com elas e estavam super à vontade por lá. 

Oriana Comesanha e Roberta Spindler na sessão de autógrafos

Como eu estava ocupada, não fui à sessão de autógrafos do Maurício de Sousa, mas minha mãe que foi acompanhar meu "quase-irmão" até lá, tirou fotos (toda se achando, hahaha) e ainda me trouxe um autógrafo de presente. Segundo ela, ele era muito simpático e engraçado, dando sorrisos e sorrisos para todos, mesmo já estando lá há horas dando autógrafos. Tamanha foi a comoção para vê-lo, que as pessoas precisaram pegar senha.

Só não fiquei triste por não ter conhecido-o pessoalmente porque há alguns anos - quase 10 anos para ser exata - eu o vi num bate-papo aqui, também em uma das edições da Feira. Naquela época não cheguei a vê-lo cara a cara, mas só de vê-lo falando no palco foi uma coisa especial para mim.

Maurício de Sousa na sessão de autógrafos

A Feira foi um grande sucesso como em todos os anos e a tendência é aumentar, pois todo ano cresce o número de pessoas e livros vendidos. Só este ano foram 793 mil livros vendidos e um público de 407 mil visitantes (de acordo com uma informação do Hangar Centro de Convenções, local onde o evento aconteceu) . 

Sempre que vou a um evento como esse fico tocada ao ver pessoas interessadas e animadas para comprar algo para ler, mesmo que seja um livrinho, uma revista ou um gibi. No entanto, ainda fico indignada com os preços dos livros. Há tantos livros que deixaram de ser lançamentos há anos, mas estão valendo o mesmo preço de quando eram uma novidade. Assim fica difícil consumir "cultura" quando grande parte da população não pode nem pagar por um livro que vale os olhos da cara.

Para finalizar, aí vão as minhas aquisições, resultado de dois dias de "bater muita perna" na Feira:


  1. Outra Volta do Parafuso, de Henry James; Editora Abril.
  2. O Retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde; Editora Abril.
  3. Contistas Paraenses, organização de Sílvio Holanda; Editora Estudos Amazônicos
  4. O Primo Basílio, de Eça de Queirós; Editora Estudos Amazônicos
  5. Turma da Mônica Jovem - O Aniversário de Marina, de Maurício de Sousa; Editora Abril.
  6. Ladrões de Elite, de Ally Carter; Editora Arqueiro.
  7. Estilhaça-me, de Tahereh Mafi; Editora Novo Conceito
  8. Contos de Meigan - A Fúria dos Cártagos, de Roberta Spindler e Oriana Comesanha; Editora Dracaena.
Fiquei #chatiada por não ter conseguido comprar o livro "Madame Bovary", de Gustave Flaubert. Ele estava ali lindo nas minhas mãos, tão baratinho, mas decidi deixar para depois. Quando voltei, TODOS os exemplares tinham sido vendidos. Meu mundo caiu e essa foi uma das frustrações da Feira deste ano :( - maldita Lei de Murphy que vive me trollando, só porque eu queria o livro.

As imagens deste post não são as melhores, eu sei. Estou sem câmera no momento (a minha já está mais para lá do que para cá), então estas fotos foram tiradas com o celular mesmo, por isso a qualidade não está aquelas coisas.

Espero que tenham gostado!

Beijos :)

12 comentários:

  1. Que legal esse evento! Me faz sentir saudades da Bienal, ainda bem que o ano já está acabando e num piscar de olhos a Bienal do RJ está de volta. Simplesmente adorei o post.

    Beijos,
    Monique <3

    ResponderExcluir
  2. Que evento legal ^^
    Aiin, o Maurício de Souza *-*
    Beijos
    Bruna-Livros de Cabeceira

    ResponderExcluir
  3. Olá moça, tudo bem??

    Adoro eventos, é tão bom conhecer pessoas que partilham dos mesmos hobbys que eu , hsuahsa
    O Primo Basílio é um ótimo livro, mas exige tamanha paciência para lê-lo. Estou curiosa quanto a Estilhaça-me, quero ver sua opinião sobre a leitura :)
    Beijos,

    http://secretsentreamigas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Que livros legais hein :D Eu tenho todas as edições da turma da Mônica jovem, Estilhaça-me eu comprei a um tempão mas ainda naum li, queria ler ladrões de elite, vou comprar só mês que vem.

    www.nadandoemlivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Nossa que legal como eu gosto desses eventos e feiras, se pudesse (e tivesse dinheiro) iria em várias mas realmente não dá! Varios livros legais você tem aí!

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Adoreee!
    Que lindas suas aquisiçõers *-* Achei mágico O Maurício de Sousa, na verdade, autores autografando eu acho o máximo rsrs
    enfim! Voce comprou ladroes de elite? aqui na bienal tb tava super em conta mas acabei não comprando rsrs
    estilhaça-me ♥♥♥
    AAAH eu tambem pensava que Miss Invisible era da Tay! Mas depois descobri que era da Marie rsrs
    linda *-*
    Amei !
    Um beeeijo pra ti!
    Pâm
    http://interruptedreamer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Não sabia desse evento, mas parece ser muito bom
    Amei as fotos e os detalhes ;)
    Além dos livros

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Que feira super legal, é um ótimo incentivo a leitura e compra de livros.

    http://enfimshakespeare.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. ADorei as fotos! Afinal tudo que fala de literatura é bom e esse evento deve ter sido mega importante! Me gustaa! Pena que não puder ir.
    Beijos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma

    ResponderExcluir
  10. Adorei as fotos, o evento parece ter sido super legal, adorei as suas aquisições.
    Beijos.

    http://palavrasdeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Acho que li sobre essa feira em outro blog - Mon Autre, acho. Então, que legal o evento! E você ainda adquiriu alguns bons livros, hein?! Amei as fotos! Você viu o Maurício de Sousa... =D

    Beijos,

    Isie Fernandes - de Dai para Isie

    ResponderExcluir
  12. Fui na Bienal em São Paulo e também comprei o Estilhaça-me :D
    Mas vou te falar que aqui também não tiveram tantas promoções não... Ok que fui no último dia e o stand da Intrínseca tinha livros a R$5, mas conheço gente que foi em outros e que não falou que tava super vantajoso, que muitos livros estavam a preço de mercado também.
    Acho muito importante esse tipo de evento em vários lugares do país, o Ministério da Cultura poderia investir em bienais por outros lugares também.
    Beijos, Carol
    Thousand Worlds

    ResponderExcluir