quarta-feira, 11 de julho de 2012

#Filme | Como Estrelas na Terra



Emocionante do início ao fim, é tudo o que posso falar sobre este filme. Por isso não seria surpresa alguma se eu dissesse que chorei loucamente. Algumas cenas eram tão simples, mas que carregavam consigo uma emoção tão grande e mensagens tão significativas que, quando aliadas a boa trilha sonora, ficaram maravilhosas. Eu não pretendia fazer um post apenas sobre ele, mas como vi que tinha muita coisa para falar a respeito, decidi fazer.

"Como Estrelas na Terra" - também conhecido como "Somos Todos Diferentes" - é um filme  indiano de 2007 dirigido por Aamir Khan, que conta a história de Ishaan Awasthi, um menino com uma grande imaginação e criatividade para pintura, que vive no seu mundinho paralelo e não consegue entender o porquê de não aprender as matérias da escola como todos os seus outros colegas de classe, para ele as letras parecem "dançar" a sua frente. Os pais também não compreendem isso e acham que ele, na verdade, é assim por desinteresse e por gostar de se meter em confusão. 

O pai de Ishaan é um homem que cria os filhos para se tornarem "vencedores", pessoas que são boas em tudo o que fazem, então para ele é mais difícil entender que seu filho tem problemas - principalmente quando seu filho mais velho é o melhor aluno da turma. A mãe, por outro lado, ainda tenta ajudar o filho, mesmo que fracasse. O menino tira péssimas notas na escola, já repetiu de ano e nenhum professor tem mais paciência para ensiná-lo, por isso sugerem que mandem o garoto para uma escola especial. O pai não pensa duas vezes e manda Ishaan para um colégio interno. Lá o menino perde todo o brilho que ainda tinha para pintar. Ele se torna uma criança depressiva e se exclui.
É só quando o professor Nikumbh começa a dar aula de Artes na escola de Ishaan, que o menino será compreendido. Nikumbh passa a observar o garoto, percebe que este tem dislexia - um problema no cérebro que faz a pessoa ter dificuldades para ler e escrever - e fica indignado como os professores simplesmente viram as costas para todos os problemas de um menino que claramente precisa de ajuda. Ele vai até a casa dos pais de Ishaan e conversa com eles explicando todo o problema do menino. A partir daí ele cria métodos diferentes de estudo para que Ishaan consiga aprender as matérias da escola, tudo isso através da Arte, que é a única matéria na qual o menino mais se identifica.

Com esses novos métodos Ishaan percebe que pode sim aprender. O menino, inclusive, consegue voltar com toda a alegria que um dia tinha perdido por ter sofrido tantas repressões dos professores. É uma mudança gigantesca, não só interiormente no menino quanto no desempenho escolar.

Eu terminei de assistir as mais de duas horas deste filme e fiquei querendo mais e muito mais, porque teve uma importância tão grande para mim, que horas depois eu me peguei pensando nas tantas mensagens que o filme trouxe para mim. Me mudou consideravelmente.

É um filme que te faz perguntar sobre o sistema educacional e concluir como este mesmo sistema está tão despreparado para as diferentes situações que tiram os professores de suas zonas de conforto (que é aquela coisa chata que se limita a só enfiar o conteúdo na cabeça do aluno e este tem, de qualquer jeito, aprender, seja qual for a sua dificuldade). Seja aqui ou lá na Índia, o sistema está atrasado. Por isso é quase impossível você não fazer uma relação entre o filme e a sua própria vida na escola, o que te faz perceber como, realmente, alguns professores tendem a desprezar os problemas dos alunos, como se uma nota fosse realmente dizer o que um aluno sabe - e elas, as vezes, não dizem nada mesmo.

Roteiro, trilha sonora e atuações se unem de uma forma fantástica em "Como Estrelas na Terra" - cujo título original é "Taare Zameen Par". Darsheel Safary, que interpretou Ishaan, deu um show a parte. A interpretação dele foi real, muito humana para uma criança tão pequena como ele. Ver a confusão e solidão naqueles olhos era devastador, ele se expressava só com os olhinhos cheios de lágrimas, dava vontade de pegá-lo no colo e consolá-lo. Tem uma frase, em alguma cena do filme, que consegue simplificar a atuação de Darsheel: "Seus olhos berram por socorro". É exatamente assim! Darsheel passa emoção apenas com os olhos.


Aamir Khan, que não só interpretou Nikumbh como também produziu e dirigiu o filme, mostrou ser ótimo em todas essas coisas que se propõe a fazer. Assim como Darsheel, ele deu um show e conseguiu me emocionar em várias cenas, até mesmo naquelas que não pediam um lencinho de papel para enxugar meus olhos.

"Como Estrelas na Terra" é um filme que mistura a emoção, sensibilidade e alegria nas coisas mais simples - porque, afinal, é um filme de Bollywood do qual estou falando, sempre tem uma música contagiante com uma dancinha para animar.

Foi o primeiro filme completamente indiano que assisti. No início achei estranhíssimo misturarem hindi e inglês - em algumas cenas um determinado ator estava falando em hindi e, do nada, soltava uma expressão em inglês -, mas depois me acostumei. Já vou até procurar por mais filmes para assistir.

Se puderem, assistam e preparem as caixinhas de lenço, porque você vai se emocionar. Eu mesma, como já disse, chorei como um bebê.

Agora fiquem com o trailer:


Beijos :)

36 comentários:

  1. O filme parece mesmo ser bom...
    Vou procurar e assistir me interessei e pode ter certeza que assim como você eu também vou me debulhar em lágrimas hahahahaha...Sentomentalismo reina aqui ;)
    Beijos
    Bruna-Livros de Cabeceira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, Brubs!

      O filme é muito emocionante mesmo, acho que até o coração mais gelado iria se emocionar.

      Bjins

      Excluir
  2. Pela descrição que li no filme, sobre a estória, sobre como o professor ajuda o garoto e como ele ficou depressivo depois de tantas repreensões, já tenho uma certa imagem de como é o filme e com certeza, se o ver, irei me emocionar. Claro que entrou pra minha lista de 'quero ver', não costumo assistir muitos filmes de outros países, mas por falta de informação e qual escolher pra assistir ;/

    Beijos ><

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jeniffer!

      Assista sim, você não vai se arrepender. Eu também não costumo assistir a muitos filmes além das nacionalidades que já estou acostumada. No caso dos filmes indianos, eles não são muito divulgados mesmo, então fica difícil de saber mais sobre eles.

      Bjins

      Excluir
  3. Oh Deus, sinto qu vou chorar se ver esse filme :')
    Eu sou, como minha mãe diz, "durona" mas se eu vejo esses filmes choráveis, não há lágrimas que me segurem :'(

    Então eu também não conhecia Nightshade, mas parece ser interessante ,né? Bom, isso acontece em Instrumentos Mortais ,mas não fica nada a ver, KK em Nightshade, a loba se apaixona por um humano e acaba tendo problemas... Vamos ver, né?

    Um beeijinho, Pâm
    http://interruptedreamer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pâm!

      Acho que até os mais durões chorarão se assistirem a esse filme. É emocionante de uma forma que nem posso descrever.

      Bjins

      Excluir
  4. Oh céus que filme emocionante!!! =\\\
    Não sei se quero vê-lo pois vou chorar muito rs, mas filme indianos estão cada vez melhores, eu gosto muito.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie!

      Mesmo que você chore muito e tenha que se disfarçar para ninguém saber que você está chorando, assista ao filme sim, vale muito a pena. É lindo.

      Bjins

      Excluir
  5. O filme deve ser lindo! Só não posso assistir quando estiver de TPM porque senão alago a casa!! rsrs

    Que bom que você gostou!!
    Estou esperando pra ver esse post então!!
    Concordo. É uma chance da gente conhecer melhor o blogueiro!

    Beijussss;
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Helaina!

      HAHAHAHA, se esse for o caso, assista sozinha, assim ninguém vai ver que você chorou, rs.

      Bjins

      Excluir
  6. Nossa, do jeito que eu sou chorona, acho que ia me afogar em lágrimas assistindo esse filme (eu choro assistindo desenho animado!) mas adoro esses filmes que a gente sente que acrescentou alguma coisa a nossa vida, só não gosto de ficar chorando rs.
    Beijinhos

    www.hiperbolismos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Amanda!

      Eu também sou dessas que choro com desenho animado, basta que ele fale de uma coisa muito triste ou tenha uma música emocionada, e lá estou eu chorando. Já chorei até com filme boba, ninguém merece, hahahaha.

      Ah, mas não tem problema chorar um pouquinho, serve para expressar um pouquinho o que sentimos, rs.

      Bjins

      Excluir
  7. Adorei a resenha do filme, agora quero ver! hehe
    Beijos e estou te seguindo, adorei o blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Natália!

      Assista, assista! :D

      Obrigada!

      Bjins

      Excluir
  8. Gostei do filme realmente mereceu um post só para ele, emocionante a história e a dica é ótima.

    http://enfimshakespeare.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie!

      Que bom que você gostou, vale mesmo a pena!

      Bjins

      Excluir
  9. Parece ser bem emocionante mesmo. Vou assistir. O trailer é bem diferente né, gostei.

    Beijos :)
    http://www.ummundodecomentarios.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Raquel!

      Pois é, o trailer é diferente mesmo, uma característica muito forte dos filmes indianos cheios de dancinhas e essas coisas, hahaha.

      Bjins

      Excluir
  10. Confesso que não assisto muitos filmes assim, mas eu fiquei muito interessada neste, ele parece ser muito bom e ter uma estória linda, com certeza eu irei assistir em breve.
    Beijos.

    http://palavrasdeumlivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Yara!

      Assista sim, é muito bom. Não esquece da caixinha de lenços, hahaha.

      Bjins

      Excluir
  11. Que fofo! Gosto de filmes que tratem de educação. Não acho que nosso sistema seja o demônio ou algo do tipo, mas de fato, está muito errado já em sua concepção... Sei que vai soar clichê, mas por isso que devemos valorizar os professores: assim como no caso do protagonista do filme, eles também tem o poder de mudar a vida de muita gente - ou, infelizmente, o reverso também: "matar" um aluno, figuradamente, o desistimulando a buscar o conhecimento. Um que gosto que é bastante parecido é "Entre os muros da escola". Conhece?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Isabel!

      Também adoro filmes que falam sobre a educação, dá para tirar excelentes mensagens dali e usá-las na vida. E não soa clichê, não, é a pura verdade. O professor precisa ser valorizado, porque até isso reflete no trabalho dele. Se ele não se sentir estimulado a trabalhar, como vai dar uma ótima aula a seus alunos? É um grande ciclo!

      Conheço sim, e é um dos meus favoritos que abordam esse assunto. Muito bom.

      Bjins

      Excluir
  12. Nunca tinha ouvido falar sobre esse filme, mas pelo que você disse no post, ele parece ser bem legal e eu como sou uma manteiga derretida, com certeza vou chorar rios vendo. Vou ver se acho para baixar depois. Obrigada pela dica :)

    Beijos,
    Monique <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Monique!

      De nada, moça, quis dividir esse maravilhoso filme com todos, porque ele precisa ser divulgado. Baixe, que eu sei que não vai se arrepender!

      Bjins

      Excluir
  13. Nunca tinha ouvido falar desse filme, mas a sua crítica sobre ele me interessou. Gosto muito de filmes assim, principalmente quando tem atuações fortes, como você falou que é o caso do menino! Vou procurar para poder assistir! Ótima dica! (:

    Obrigada pela visitinha ao meu blog, flor!

    http://chicklitobsession.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie!

      É um filme que tem uma mistura muito boa: roteiro, atuações e trilha sonora. Realmente excelente!

      Bjins

      Excluir
  14. Olá!!

    Eu não conhecia esse filme, mas adoro dramas, creio que vou gostar de assistir esse! *o*

    Beijos,

    Samantha Monteiro
    Word In My Bag
    http://wordinmybag.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Samantha!

      É um drama muito bom e lindo também, uma mistura de tudo isso.

      Bjins

      Excluir
  15. Olá!
    Nunca tinha ouvido falar sobre esse filme, mas pelas imagens e pelo que você comentou, me lembrou bastante O Caçador de Pipas. Acho que mais pelo fato de se passar na Índia do que do por causa da trama em si, mas é um filme que sem dúvida assistiria.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Andressa!

      Ainda não assisti "O Caçador de Pipas", então não posso falar muito a respeito, mas este fala mais sobre a relação do professor e aluno que deveria ser levada a sério.

      Bjins

      Excluir
  16. Não conhecia esse filme
    E amei o trailer, bastante interessante
    Ainda mais por ser de outra cuktura

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Angela!

      É muito bom mesmo. Não se prende muito a cultura indiana, apesar de se passar na Índia e ser produção de bollywood, mas dá para ver umas paisagens lindas de lá.

      Bjins

      Excluir
  17. Oiê
    Gostei da sua resenha sobre o filme, ficou bem completa e conseguiu dar uma visão ampla do que esperar dele.
    Eu, particularmente, não gosto muito de assistir filmes tristes, porque tenho certeza que iria chorar muito, assim como você rsrs Mas, de qualquer forma, o filme parece ser extremamente emocionante e trazer uma lição para a vida, além de nos fazer refletir sobre o papel do professor na vida do aluno.
    Nunca assisti nenhum filme indiano rs


    Beijinhos
    Daisy
    nuvemdeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Daisy!

      O filme não é de um todo triste, ficamos mais emocionados por causa da mensagem que traz e a indignidade que sentimos com o caso do garoto. É bom, vale a pena todas as lágrimas derramadas.

      Bjins

      Excluir
  18. Já estou me imaginando chorando e chorando e chorando. Ai, esse filme vai me fazer ficar bastante emocionada.
    Não o conhecia, mas adorei a indicação. :D

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luara!

      Assista sim, é lindo demais!

      Bjins

      Excluir